Tempodofim.com.br

Profecias para o tempo do fim



Demônios


Finalidade do trabalho: Demonstrar que demônios transpões do reino espiritual para o reino material.

A minha pretensão não é lesar o leitor, por isto já esclareci o assunto.

Aconteceram três fatos em minha vida, e unicamente estes três, que para mim ficou evidenciado que é possível que demônios passem do reino do espírito para o reino da matéria.

Embora já tenha tido incontáveis experiência com anjos e demônios, apenas três vezes me pareceu ficar provado isto: demônios podem se materializar. Quando isto pode acontecer eu ainda não sei explicar.

Não tenho encontrado textos na Bíblia Sagrada que possam endossar o que digo, porém, há textos que deixam isto até bem claro, para quem quer acreditar.

Não estou me referindo a possessão de homens ou de animais, mas sim, a absurda materialização do espírito maligno.

Um dia [1997] eu estava pregando em uma casa para umas quinze pessoas em Caldas Novas, Goiás, e um demônio entrou num gato, o gato veio andando subiu na mesinha de centro e ficou me encarando e miando muito feio, todo arrepiado e nas pontas das patas.

Neste momento tudo parou, houve um silêncio mortal, porque a coisa foi chocante, o gato, era da casa e era de estimação, mas ele miava de forma horrível e levantava a pata dianteira em minha direção e ficou todo arrepiado, como que ameaçando pular em mim que estava a um metro dele.

A dona do gato o repreendeu e nada adiantou, eu levantei a mão em direção ao gato e disse: está repreendido em nome de Jesus.

O gato deu um pulo muito alto e miando de forma assombrosa, caiu uns dois metros de distância, passando por cima da cabeça de um rapaz, foi assombroso.

Ele saiu correndo para o quintal como um louco.

Isto é uma possessão demoníaca, o demônio se manifestou por intermédio de um canal e isto serviu para glorificar o nome de Jesus, porque este fato reforçou o que eu pregava, e treze pessoas aceitaram a Jesus naquela tarde.

Devemos usar qualquer coisa que aconteça ao nosso redor como ardil para convencer o pecador a se arrepender dos seus pecados.

Mas sobre a manifestação física de espíritos malignos, certo dia eu estava em uma mata de eucalipto, em Taguatinga - DF, onde ia todas as tardes de folga para orar no meio da mata, onde ficava por umas duas horas em oração andando entre as árvores, e de repente eu ouvi nitidamente o som de um bater de asas muito forte a uns cem metros acima da minha cabeça do meu lado direito, olhei e não vi nada.

Continuei orando, de repente, eu fiquei assombrado, porque o som era nítido demais, eu olhei novamente, e acima da minha cabeça a uns quinze a vinte metro de altura tinha um anjo gigantesco, embora já tenha visto anjos várias vezes, e em determinadas fazes da minha vida isto virou uma rotina diária, desta vez, eu sabia que ele estava lá e o meu espírito via o anjo, mas o meu corpo não via, eu via apenas com os olhos espirituais, mas os meus olhos carnais não o viram, pelo menos desta vez.

Fiquei aterrorizado, em pânico total, pensei que ia cair morto. Estava só no meio de uma mata e sabia que havia um ser celestial na minha frente. Na verdade, quando isto aconteceu, eu tinha visto anjo somente umas três vezes.

Antes disto eu estava ouvindo alguém andando na mata ao meu redor, como um animal, parei de orar umas vinte vezes, já estava me preparando para ir embora porque estava com medo. Havia um ser que me rondava e ficava quebrando galhos secos ao meu redor. Ouvia claramente os seus passos nas folhas secas.

Uns trinta segundos depois que o anjo "apareceu" ouvi um animal disparar na mata, ele saiu quebrando tudo que havia na sua frente, eu não o vi, mas ele estava lá, porque ele saiu quebrando os galhos dos eucaliptos, isto eu ouvi e vi, era um demônio que estava me rodeando. Quando ele correu eu via os galhos sendo quebrados a alguns metros de distância, cheguei a ver a aparência de um monstro preto.

 

 

Como o anjo apareceu o demônio bateu em disparada. Aquele lugar era um ponto utilizado para despachos.

O demônio que fugiu estava materializado.

Em outra oportunidade, eu estava acampado com mais três pessoas, sendo que, duas estavam dormindo em uma barraca bem próxima de mim e da outra pessoa. Nós dois, que estávamos acordados, estávamos ao redor de uma fogueira deitados em duas redes conversando, era por volta de três da manhã.

Ouvimos um animal andando no mato e quebrando galhos, isto durou uns dois minutos, ele vinha correndo, como se fosse um cavalo disparado no meio da mata.

Fizemos silêncio, ele parou a uns vinte metros de onde estávamos, apontei uma lanterna potente em sua direção, vi dois grandes olhos, do tamanho e formato de uma pêra, com a ponta apontando para baixo e para fora. Fiquei horrorizado.

A outra pessoa não viu, só ouviu, porque estava de costas para o animal. O animal ficou olhando para a luz por alguns segundos e disparou novamente. Vi os olhos dele perfeitamente, a uns vinte metros de distância.

No dia seguinte, fomos ao lugar onde ele havia passado, passamos toda uma manhã procurando o rasto dele, o terreno era fofo e estava úmido, mas não havia nenhuma pegada. Eu sempre soube que isto não era coisa natural. Muitos anos depois eu me converti e orei a Deus, e Ele me disse: demônio.

O demônio estava materializado.

Outra vez, eu estava num pânico terrível, depois de trinta e sete dias, eu andava pela sala do apartamento onde morava me agarrando nas paredes porque estava desmaiando constantemente, e pensava que ia morrer antes de chegar aos quarenta.

Na tarde do trigésimo sétimo dia, sozinho, eu mesmo queria morrer de tanta cólica que sentia, comecei a sentir a presença de alguém na sala, e olhei a uns três metros de distância havia um ser de uns dois metros e meio em pé, a sua cabeça estava colada no teto, ele era monumental, todo preto, com uma capa preta e um cajado preto na mão, na ponta do cajado havia uma foice, ele era um grande demônio negro, e ele vinha com uma missão: me matar.

Não foi uma visão, foi real, eu não estava em transe espiritual, eu vi com os meus olhos, desta vez eu vi como se vê um ser humano qualquer a três metros de distância.

Perguntei a ele o que você quer? Ele nada respondeu. Perguntei uma segunda vez, o que você quer? em tom enfático, quase ordeiro. Ele permaneceu no mesmo lugar, imóvel e calado.

Senti uma mão poderosa me pegando pelo couro das costas que estava todo solto, porque havia perdido quase vinte quilos nos últimos três meses e esta mão me levou a uns quinze centímetros de altura até o quarto e me jogou violentamente sobre a cama, como se joga uma bola. Bati no colchão de molas e subi e cai de novo.

Desmaiei e comecei a ter visões, ouvi uma grande explosão e depois uma voz que dizia: "Um dom maravilhoso".

Quando sai do transe, fui até a sala, e o monstro já não se encontrava mais lá.

O demônio tinha se materializado diante dos meus olhos.

O meu falar é sim, sim e não, não. Se duvidar, pergunte a Deus, até a Verdade testifica que o meu testemunho é verdadeiro.

Detalhe: Experiências sobrenaturais, dons e grande intimidade com Deus, não levam ninguém para o céu, para o céu, só vai quem anda em santidade, novidade de vida. Eu conto para glorificar o nome de Jesus.

 

 

 

 

 

 

 

 




"Quando a ciência se multiplicar, Jesus voltará". (Dn 12.4) A ciência já se multiplicou, Jesus está voltando. Você está preparado?