Tempodofim.com.br

Profecias para o tempo do fim



Jejum Forte - O jejum dos poderosos


1 - Porque Jejum Forte?

1.1 - Porque existe uma infinidade de tipos de jejum, e este que especificamos é o jejum bíblico para operar sinais e prodígios.

1.2 - Este tipo de jejum faz o Dom de Maravilhas se manifestar e o operador de milagres (Ungido) poderá fazer diversos tipos de sinais miraculosos.

1.3 - Alguns milagres: ressurreição de mortos, quebra de laço de morte, profetizar, efetuar curas miraculosas e impossíveis aos médicos, restaurar membros de corpos, expulsar demônios resistentes, descobrir coisas impossíveis, retirar almas do inferno, transportar almas do inferno para o céu, alcançar objetivos impossíveis, aniquilar estruturas demoníacas na terra, enfraquecer o poder do inferno, restaurar coisas impossíveis, viajar no espírito, ser transladado em corpo pelo Espírito e mais uma infinidade de milagres.

1.4 - Um tipo de sinal miraculoso: Josué fez o Sol e a Lua pararem por quase um dia. (Josué 10.12 e 13). Na verdade ele fez a nossa Galáxia, a Via-Láctea inteira parar. Se apenas o Sol e a Lua tivessem parados, a terra continuaria a girar e eles entrariam em uma área escura (noite) e perderiam a guerra.

1.5 - Estes sinais começam a aparecer depois que a pessoa ganha maturidade com Deus, isto leva anos de conhecimento da Bíblia sagrada e consagrações consecutivas na mais extrema vigilância. Em submissão ao Senhor e aos seus mandamentos. Porém, há sinais específicos para homens específicos. Cada homem tem o seu chamado ou ministério.

1.6 - A Bíblia faz referência a poucos homens que jejuaram quarenta dias: Moisés (que jejuo duas vezes quarenta); Elias e Jesus

1.7 - "E Moisés esteve ali com o Senhor quarenta dias e quarenta noites; não comeu pão, nem bebeu água, e escreveu nas tábuas as palavras do pacto, os dez mandamentos". (Ex 34.28)

1.8 - MOISÉS - "Prostrei-me perante o Senhor, como antes quarenta dias e quarenta noites; não comi pão, nem bebi água, por causa de todo o vosso pecado que havíeis cometido, fazendo o que era mau aos olhos do Senhor, para o provocar a ira". (Dt 9.18)

1.9 - ELIAS - "Levantou-se, pois, e comeu e bebeu; e com a força desse alimento caminhou quarenta dias e quarenta noites até Horebe, o monte de Deus". (1Rs 8.19)

1.10 - JESUS - "E, tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, depois teve fome". (Mt 4.2)

2 - Regras do jejum:

2.1 - Para fazer o jejum forte ou absoluto, (se casado, combinar com o cônjuge antes de iniciar o jejum). E deve ser sem ingestão de alimentos líquidos ou sólidos e sem ingestão de água. Sem ingestão de remédios. Jejum absoluto. O jejum é um momento (período de tempo) que a pessoa tira para aumentar a intimidade com Deus.

2.2 - Se durante o jejum a pessoa continuar se sentindo abrasada, é porque está dando ocasião à carne de alguma forma, (vendo ou ouvindo motivos eróticos - novelas, filmes e etc). Não consumir alimentos tais como: Chocolates e seus derivados, castanhas em geral, crustáceos e outros que aumenta a disposição.

2.3 - Especificar claramente para Deus o motivo do jejum, quantos dias e os intervalos de refeição. Normalmente é uma refeição a cada vinte e quatro horas, podendo ser mais intenso, isto depende da capacidade de cada um. Planeje antes de começar, tenha calma, porque depois que começar, não poderá voltar atrás.

2.4 - "Quando a Deus fizeres algum voto, não tardes em cumpri-lo; porque não se agrada de tolos. O que votares, paga-o". (Ec 5.4)

2.5 - NUNCA iniciar um jejum fora da sua capacidade. Exemplo: jejuar três dias seguidos se nunca jejuou dois dias seguidos, ou nunca jejuou vários dias alternados.

2.6 - Ao iniciar o jejum, ajoelhe-se(de preferência) e ore, explicando calmamente a Deus, porque vai jejuar, quantos dias vai jejuar, quando irá se alimentar. Isto é preciso, porque quando se cumprir, você terá certeza absoluta que foi o fruto do jejum. Seja muito claro no objetivo do jejum.

 

2.7 - Ao encerrar o jejum, (a cada período) orar novamente como no início entregando o jejum, e tomar um copo de líquido, é aconselhável um copo de água de coco que é reidratante e meia hora depois fazer a refeição, podendo comer o que quiser neste momento e depois que iniciar um novo período de jejum não ingerir mais nada.

2.7.1 - O período de refeição deve ser em torno de uma hora. Neste momento, o anjo de Deus que lhe assiste diariamente, estará ao seu lado para receber o seu voto e levar a Deus.

2.7.2 - Qualquer ingestão quebra o jejum e qualquer pecado quebra o jejum. Consagração é guerra, e numa guerra, ganha quem está melhor preparado para vencê-la.

2.8 - Jejuns de muitos dias é para quem está com o corpo acostumado a jejuar vários dias seguidos a mais de um ano, o corpo não sente tanto os efeitos da fome e da sede. Cuidado, jejuar pode ser perigoso para pessoa despreparadas.

2.9 - Jejum de quarenta dias, é para os "leões", pouquíssimas pessoas na terra suportam isto, e é preciso orientação divina para enfrentar este jejum, e muitos anos de treinamento. Quem tentar sem orientação divina, está fadado a perder a vida. Nestes jejuns, é comum, um anjo vir alimentar a pessoa.

2.10 - "E esteve no deserto quarenta dias sendo tentado por Satanás; estava entre as feras, e os anjos o serviam". (Marcos 1.13)

2.11 - Cientificamente está amplamente provado, que um homem agüenta ficar no máximo quatro dias sem comer e sem beber, obviamente existem exceções reconhecidas pela própria ciência, em casos de soterramento em terremotos. Quando nos dispomos a fazer um jejum muito longo: 20, 30 ou 40 dias,  estamos lançando a nossa vida aos pés do Senhor, se Ele não nos socorrer durante o período de jejum, certamente morreremos.

2.12 - Durante o período de jejum a pessoa deve permanecer crendo que vai acontecer o que ela pediu, se ao final do jejum não acontecer é porque ainda não chegou a hora ou porque houve algum impedimento espiritual e requer mais jejum.

2.13 - "Mas o príncipe do reino da Pérsia [demônio] me resistiu por vinte e um dias; e eis que Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu o deixei ali com os reis da Pérsia". (Daniel 10.13)

2.14 - O príncipe do reino da Pérsia é o demônio ou entidade que administra aquela área da terra. Mais sobre isto.

2.15 - As coisas não acontecem por acaso há uma guerra espiritual.

2.16 - Depois que a pessoa está habituada a jejuar, ela pensa que o seu jejum já não faz mais nenhum efeito,  porém, está fazendo sim, se orar pedindo um sinal, Deus mostra.

2.17 - Durante estes jejuns prolongados, é normal a pessoa sentir muita coisa estranha no corpo, frio, tonteira (sensação de que está bêbado, e está mesmo, do Espírito).

2.18 - "E não vos embriagueis com vinho, no qual há devassidão, mas enchei-vos do Espírito". (Ef 5.18)

2.19 - CUIDADO: Não vá fazer o famoso "jejum de tolo", jejuar por motivo fútil, jejuar por período muito longo, ou jejuar por algo que não é da vontade de Deus. Mais o pior jejum, é jejuar de comida e continuar pecando de alguma forma, o resultado, é o pior imaginável: confusão.

2.20 - O jejum opera milagre e maravilhas, mas tem que ser feito com muito critério. Boa sorte, que Deus abençoe você na sua luta, tenha fé e certeza da vitória.

2.21 - Quem desce ao vale, tem que descer com a certeza que vai subir vitorioso.

Leituras relacionadas a este assunto:

Transbordando Poder.

Santidade - O incrível poder da santidade.

Poder - Como alcançar grande poder de Deus.




"Quando a ciência se multiplicar, Jesus voltará". (Dn 12.4) A ciência já se multiplicou, Jesus está voltando. Você está preparado?