Tempodofim.com.br

Profecias para o tempo do fim



O Pecado

O que o pecado pode causar na vida de um homem


A Bíblia diz: "Porque o salário do pecado é a morte, mas dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor"  (Rm 6.23)

E o que é pecado? Pecado é fazer alguma coisa contrária à vontade de Deus, ou deixar de fazer algo que é a vontade de Deus.

Deus mandou O Rei Saul matar todas as pessoas de uma cidade, inclusive crianças e animais, porque eram grandes pecadores, "fantoches", a princípio, isto parece pecado, mas Deus sabia o que estava fazendo. Saul deixou de matar o gado e o rei do amalequitas, Agague, e pagou caro por isto.(1Sm 15)

"Samuel, porém, disse: Tem, porventura, o Senhor tanto prazer em holocaustos e sacrifícios, como em que se obedeça à voz do Senhor? Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar, e o atender, do que a gordura de carneiros". (1Sm 15.22)

1 - Confusão - Ao pecarmos entra em ação em nossa vida uma série de demônios que habilidosamente trabalham para destruir tudo que construímos e desmoronar todos os nossos planos, tanto os do presente como os do futuro. Tais demônios vivem nos cercando dia a dia, e sabem os nossos mais íntimos desejos e necessidades, inclusive eles usam as nossas franquezas contra nós, para nos vencer.

1.1 - Quando abrimos a porta da nossa vida para os demônios, através do pecado, eles entram em grande número, e fazem a festa, furtam, roubam, nos lançam na cadeia, em escravidão e até nos matam.

1.2 - Não existe arma contra demônio fora da santidade. Quando pecamos, eles fazem uma grande confusão em nossa vida, negam tudo que é verdadeiro, e afirmam tudo que é falso, de modos que ficamos totalmente confusos. É por isto que eles nos vencem facilmente quando estamos caído no pecado. Um dos nomes de Satanás é "Enganador".

1.3 - A Bíblia relata um número sem fim de exemplos, onde pessoas vitoriosas na vida, pecam e começam a perder tudo que tinham e a desmoronar toda a estrutura da sua vida, tendo como conseqüência, prisão, escravidão e perda da vida. A solução é o arrependimento de pecado, abandono das obras da carne e o retorno às obras do Espírito. (Gl 5.19-25)

1.4 - Um dos casos bíblicos mais conhecidos e explorados pelos pregadores é o caso de Acâ. O povo de Israel tinha vindo da escravidão do Egito, sob os cuidados de Moisés e agora entrava na terra prometida sob os cuidados de Josué. Eles vinham de uma série de vitórias miraculosas, onde Deus era o principal protagonista destas vitórias maravilhosas.

1.5 - A última vitória deles havia sido contra a poderosa e murada cidade de Jericó, que ao som de trombetas os muros ruíram em terra, abrindo passagem para o povo lutar e arrasar os soldados de Jericó. Foi uma luta desigual, porque Jericó tinha muito mais homens, e todas as condições favoráveis para vencer, mais foi mais desigual ainda porque Deus estava com Israel, e quando Deus está com alguém, é impossível a derrota.

1.6 - No caso de Acã, a guerra era contra uma cidade chamada Ai. O nome realmente é estranho, e ali o povo de Israel sentiu na pele o nome do inimigo. Deus havia recomendado que os soldados de Israel não deveriam apanhar nada do despojo de guerra, escudos, roupas, calçados, ouro, capas babilônicas, alimentos, animais, espadas etc. Mas um homem chamado Acã, achou que podia pecar e ficar por isto mesmo.

1.7 - Pegou uma "boa capa babilônica, duzentos siclos de prata, e uma barra de ouro do peso de cinqüenta siclos" levou-os e escondeu enterrado debaixo de sua tenda. E ficou esperando o juízo, sem saber que seria esta a conseqüência.

1.8 - Quando foram para a guerra contra Ai, não puderam resistir o  inimigo, que matou trinta seis homens do exército de Israel e humilhou os demais fazendo fugir.

1.9 - Deus revelou o pecado de Acã para Josué, que prontamente desenterrou o furto e juntamente com o resto do povo, apedrejaram a Acã e seus familiares, levando-os à perda da vida. Depois disto, lutaram contra os homens de Ai, que foram derrotados como se fossem meninos armados com cabos de vassoura.

1.10 - O pecado produziu confusão, derrota, vergonha, dor, tristeza, lágrima, desespero e perdas na vida de Israel naquele dia. Tudo por causa da franqueza de um único homem.

2 - Tristeza e dor - Como se viu pela história de Acã, a tristeza e a dor, são companheiras inseparáveis do pecado, e o pior de tudo, é que muitas vezes, o pecador e culpado do mal, não pode pagar a conta sozinho, porque a medida da sua iniqüidade a muito já encheu, e são chamados para pagar todos os seus familiares em primeiro grau, especialmente os filhos. "Visito a iniqüidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração" (Ex 20.5)

3 - Guerra - Se o pecado gerasse guerra, mas o resultado dela fosse vitória, seria mais suportável, mas quando uma guerra é fruto de pecado, a derrota é totalmente certa, é impossível que um povo atolado no pecado, entre numa guerra contra um povo santo e saia vitorioso. Deus mesmo se levanta contra agente, para fazer se cumprir as maldições que foram lançados contra o povo de Deus em caso de pecado. Os castigos e maldições pela desobediência estão listados em Dt. 28.15 em diante. E são horríveis.

4 - Derrota - Eu mesmo, formulei esta frase: "O universo conspira contra o pecador". Se este pecador for eu, eu serei vítima da minha frase. Ninguém escapa disto. A todo pecado há uma conseqüência, ou uma série de conseqüências, que podem nos atingir desde o passado até o futuro, passando pelo amargo presente. A vida do pecador é recheada de fatos ruins, e de muita derrota. O pecado é irmão em primeiro grau da derrota.

5 - Escravidão - Satanás e seus demônios tem uma infinidade de forma de levar o pecador à escravidão, e esta escravidão não é espiritual apenas, ela pode ser espiritual e real. Pessoas que andavam com Deus, e abandonaram o Caminho, caem em incontáveis armadilhas de Satanás, muitas delas levam a pessoa para a escravidão física e do pecado, entre elas: prostituição, drogas, alcoolismo, e todo tipo de crime, tendo como conseqüência, uma vida ordinário, prisão e perda da vida.

6 - Prisão - Esta palavra me faz lembrar da vida de uma homem muito conhecido na história da humanidade, já fizeram muitos filmes sobre ele, mas nunca evidenciam o motivo da sua derrota: prostituição. O homem a quem me refiro é Sansão, ele era tão poderoso, tão forte, e tão usado por Deus, que em uma só luta matou mil homens, e não foi com bomba ou metralhadora, foi com uma queixada de um jumento (Jz 15.15)

Ler sobre santidade. 

 

6.1 - Sansão era a materialização do poder de Deus em um ser humano, mas ele tinha uma fraqueza incontida, ele caia facilmente com qualquer mulher que aparecesse em sua frente, sendo uma Dalila, ai então seria infinitamente melhor. Dalila era a encarnação da beleza e do mal. Isto é mais do que normal, o mal não vem com aparência, aliás ele vem sim, mas com aparência reversa. Pintam o mal como sendo feio e esquisito, por isto os feios são rejeitados, mas é exatamente o contrário, evidentemente toda regra tem sua exceção.

6.2 - Sansão colheu os terríveis frutos do seu pecado, aliás, de uma série de pecado, porque sempre que pecava, ele pedia perdão e dizia "Sairei ainda esta vez como dantes e me livrarei" (Jz 16.20). Ele estava acostumado a pecar, pedir perdão e não ver de imediato o resultado do pecado, mas os seus pecados estavas sendo acumulados, um a um, até que no dia certo, ele pagou por todos de uma só vez. É sempre assim, quando a medida do pecado enche e transborda, é castigo na certa.

6.3 - De tanto pecar, Sansão foi enganado por Dalila, a "bonitona", que o entregou nas mãos dos seus inimigos, os filisteus, que o acorrentaram, vazaram os seus olhos e botaram para girar, ou trabalhar no moinho como escravo de modo semelhante a um boi. Depois disto, perda da vida de forma humilhante. Não poderia haver um final de história mais triste e desagradável para um servo de Deus do que este. Como se pode ver, nem sempre, a história do povo de Deus termina bem. Mas isto só acontece quando a história da pessoa ou de um povo é permeada de pecados.

6.4 - O pecado é bem mais perigoso para quem trabalha para Deus - Se for um ungido de Deus: Pastor, Ministro de Louvor (Levita), Evangelista... a pancada é bem mais forte. Dói tanto.

6.5 - Quando o Rei Davi, tomou como mulher a Bate-Seba e matou o marido dela, Urias, (2Sm 11) nem imaginava as duras conseqüências deste ato. (2Sm 14) e (2Sm 15) O Rei Davi, andava meio preguiçoso, enquanto o povo estava na guerra, ele dormia pelas tardes, até que um dia, a tardinha, ele olhou do alto do alpendre do seu maravilhoso castelo real, e lá embaixo, no meio das construções humildes, ele viu uma bela dama tomando banho nua.

6.6 - Se no momento em que Davi viu isto, tivesse se arrependido e olhado para outro lado, e pedido perdão por fixar o olhar em um corpo nu (Gn 9. 21-25), a armadilha teria se desfeito de imediato, mas ele andava sem ter o que fazer, desocupado em tempo de guerra, mandou chamar a "bela", e como ele era rei, evidentemente ela veio, e veio bem arrumada e cheirosa, pronta para agradar, e realmente agradou e ele deitou com ela. O problema é que crente sempre se dá mal quando peca, porque o diabo não vai perder tempo fazendo armadilha mal feita. Ele quer derrubar, amarrar, e mandar para o matadouro. Ela estava no seu período fértil, e ficou "pejada", grávida. Que azar...

6.7 - Davi, ficou perdido, sem saber o que fazer. Isto é normal, quando o crente cai, ele fica bêbado, só faz coisa errada, é uma atrás da outra,  tenta consertar um erro praticando um outro bem maior. Ele mandou chamar o marido de Bate-Seba, o Capitão Urias, para ver se ele se deitava com ela, e o filho, mesmo parecendo com Davi, seria atribuído a Urias. A Bíblia não diz se Urias era servo de Deus, mas tudo indica que sim, e mesmo que não fosse, Deus não iria "deixar barato", um pecado tão monstruoso como este. Deus não faz acepção de homens, todos são iguais perante Deus.

6.8 - Infelizmente, crente quando peca dá o maior azar. Urias não foi deitar com a mulher dele de modo algum. Davi deu comida gostosa para Urias, deu presente, deu jantar, fez muito elogio, deu cachaça, mandou ele ir "lavar os pés", deixou ele bêbado e nada disto adiantou. Urias não foi deitar com a mulher, preferiu deitar com os empregados de Davi.

6.9 - Davi, caído, perdido, sem a revelação de Deus, sem a orientação do Poderoso Espírito de Deus, apelou para a engenharia humana ou demoníaca o que é bem mais provável, fez uma carta malvada para o comandante do exército, determinando que colocasse Urias na maior frente de peleja, para que morresse nela.

6.10 - Deus nem sempre impede as nossas loucuras, por pior que sejam. E Urias foi cruelmente assassinado por Davi, por intermédio dos seus inimigos. Com isto Davi criou uma grande dívida espiritual. Seu primeiro filho com Bate-seba, morreu poucos dias depois de nascido. Sua bela filha, Tamar, foi estuprada pelo seu filho Amnon, e ficou louca. Seu belo filho, Absalão, matou o seu próprio irmão, Amnon. Absalão tomou o reino de Davi, deitou com as suas mulheres e depois perdeu a vida pelo exército de Davi. Para acabar de pagar a dívida, Deus mandou um anjo arrasar com a população de Israel em uma só tarde, quando o anjo havia matado setenta mil, Davi caiu em si, e pediu perdão a Deus, o anjo parou com a matança. (1Cr 21) As vezes morre muita gente para que um crente volte para a presença de Deus.

6.11 - Vida de crente caído é só tragédia, uma atrás da outra. Maldição encima de maldição, mal uma acaba de se cumprir, vem a outra. É um verdadeiro inferno. Crente no pecado é crente arruinado. Dificilmente Satanás vai deixar um crente se consertar com Deus novamente, ele busca a derrota do crente ainda no pecado, para que ele perca a salvação. E Deus deixa o crente passar por todo tipo de tribulação para ver se vem pela dor, já que pelo amor é mais difícil. É nesta hora que Deus diz: "lembra-te de onde caíste, te arrepende, e volta as primeiras obras". Lembra qual foi o teu pecado...

6.12 - Davi tinha grande intimidade com Deus, se arrependia rapidamente, por isto a Bíblia diz: "Achei Davi um homem segundo o meu coração". Ou seja, se arrepende rapidamente.

7 - Perda da Vida - Este é o fruto final do pecado. Satanás não mata as suas vítimas de imediato, ao contrário, ele utiliza os seus corpos para os seus propósitos malignos. Depois de muitos anos na vida do pecado ou na vida do crime, aquele corpo inútil é descartado como se fosse um recipiente qualquer, e aliás, é exatamente isto que acontece, o corpo dos grandes pecadores não passam de recipientes de demônios, inclusive a própria alma da pessoa não se faz presente em seu corpo, é retirada e levada para o inferno, o corpo fica totalmente à disposição dos demônios, isto eu chamo de fantoche.

Satanás veio para matar, roubar e destruir (Jo 10.10), ao passo que Jesus veio para lhe dar vida, e vida em abundância, cura, libertação das mãos dos seus inimigos e salvação eterna. Em Jesus, você encontrará, conforto, consolo, paz, vida longa e verá os seus inimigos se ajoelhando diante de você e pedindo misericórdia pelas suas vidas.(Gn 20.7)

Jesus reverte o quadro, aquilo que é mal Ele transforma em bem. Apenas confie em Jesus e entregue a sua vida a Ele e siga o Caminho da Palavra de Deus e tudo ficará bem em sua vida, eternamente.




"Quando a ciência se multiplicar, Jesus voltará". (Dn 12.4) A ciência já se multiplicou, Jesus está voltando. Você está preparado?