TempoDoFim.com.br

  • Explicando Revelação

  • O que é Profecia ou Revelação


    01 - Existe uma infinidade de tipos de profecias, abordaremos a forma mais utilizada por Deus na Bíblia e comigo: O sonho e a palavra falada pelo Espírito.


    02 - Normalmente, Deus utiliza-se de figuras de pessoas ou anjos que aparecem em sonho para o profeta e falam com ele dos seus desígnios futuros. Para reforçar, é comum, o SENHOR acrescentar um sonho relacionado ao fato de forma que a pessoa compreenda. Quem faz isto é o Espírito Santo de Deus.


    03 - Quando o assunto é extremamente importante e envolve a vida de pessoas, muitas pessoas, Deus trata o assunto durante anos seguidos, 10, 20... até não haver nenhuma dúvida por parte do profeta.


    04 - Quando o assunto é extremamente complexo, é normal o Espírito Santo ministrar aulas para o profeta durante dias, meses e até anos seguidos, existindo casos, em que, Deus envia um anjo, que aparece para o profeta e trata com ele do assunto que Deus lhe mandou tratar. A palavra anjo, significa mensageiro. Nestas aparições, o anjo fica como se fosse outro homem. (Gn 18 e mais centenas de passagens bíblicas) Podendo também, ficar resplandecente e com asas, mas é muito raro que isto aconteça.


    05 - Embora seja difícil vencer esta barreira teológica, mas anjos são espíritos ministradores (Hb 1.14) que podem entrar em corpos humanos e dar os seus recados. Se demônios podem fazer isto para o mal, porque anjos não podem fazer isto para o bem? "Errais por desconhecer a Palavra de Deus e o poder de Deus".


    06 - Esta forma de profecia, é muito utilizada por Deus, quando ele deseja que a sua mensagem se torne conhecida de muitas pessoas, sociedades ou povos diferente, com relação ao profeta. São mensagens de arrependimento ou iminente destruição daquela sociedade ou povo. Desta forma, o profeta pode anotar tudo que quiser e repassar o assunto para quantos quiser. Se for com um anjo, ele pode perguntar e questionar o assunto da forma como quiser.


    07 - O fato do profeta ter recebido uma mensagem de Deus para entregar a uma pessoa ou povo, não significa obrigatoriamente que ele será ouvido. Há muito casos em que o profeta é rejeitado, expulso e até assassinado. Quando isto acontece, Deus não falhou e nem o profeta, os homens daquela sociedades é que falharam. Deus sempre cumpre o papel dele muito bem. Inclusive, na tentativa de convencer as pessoas, o profeta se torna, em alguns casos, desagradável e alvo de ataques ferozes.


    08 - Ninguém se torna profeta porque quer, é um chamado divino. E requer o conhecimento da Palavra de Deus, e tem que ser sábio, fiel, manso e humilde de coração. Para alcançar isto, é necessário jejuar anos seguidos e manter uma vida íntegra. É um processo de humilhação, para que o profeta aprenda a dar valor na vida do pecador. Quanto mais fraca fica a carne do profeta, mais poderoso ele fica diante de Deus.


    Explicando os Sonhos Proféticos.


    09 - Porque Deus dá sonhos proféticos? Para livrar as pessoas dos laços de Satanás (Ef 6.11), objetivando a salvação delas e de outras. Ou mantê-las vivas, apenas para a consumação da administração divina. Exemplo: Faraó do Egito.


    10 - Porque algumas profecias não se cumprem ou se cumprem parcialmente? Porque o "livramento de sorte" as vezes consiste no impedimento do cumprimento de parte da profecia ou do todo. Isto pode ser feito movendo pessoas ou coisas de um lugar para outro, ou quebrando alguns elementos (elos) que impedem o cumprimento de parte da profecia ou do todo.


    Exemplos de Profecias Bíblicas:


    11 - Cumprimento parcial: Disse o anjo: "Foge para o Egito. Aqui, Deus não dará livramento para o teu filho". Botei entre aspas e alterei levemente o que o anjo disse para reforçar a ideia de que José seria obrigado a fugir para o Egito, do contrário ele veria o filho perder a vida. Porque Deus faz assim, só Ele sabe.


    12 - "...Eis que apareceu um anjo do Senhor a José, em SONHO, e disse: Dispõe-te, toma o menino e sua mãe, foge para o Egito e permanece lá até que eu te avise; porque Herodes há de procurar o menino para o matar." Mateus 2.13. Esta profecia permitia a interferência humana. A maioria das profecias permitem a intervenção parcial dos homens.


    13 - Até Jesus teve que fugir para não morrer.


    14 - Deus, livrou a Jesus, mas não as outras crianças que tinham menos de dois anos em Belém, imagina-se que deva ter morrido umas 200 criancinhas. Normalmente, Deus só dá o "livramento de sorte" para as pessoas nas quais Ele tem um plano. A profecia que antecipou este fato, está no Velho Testamento. (Jr 31.15) - Raquel chora pelos seus filhos.


    15 - Quando Deus envia um profeta, ele vai com uma mensagem determinada para uma pessoa ou um povo determinado. Se um profeta ou mesmo um anjo de Deus avisasse aos pais e mães das criancinhas de Belém que Herodes ia matá-las, ninguém acreditaria nele, porque isto é um absurdo. Mas, se José não tivesse acreditado, Jesus teria morrido aos dois anos e não aos 33, como tinha que ser. Mas os absurdos acontecem. Normalmente, a profecia quebra um dos elos do destino e impede que o absurdo aconteça. Profecia é milagre de Deus, é intervenção divina na vida dos homens.


    16 - Cumprimento parcial e total: O sonho de Faraó: "Sete vacas magras, e sete vacas gordas; sete espigas cheias e sete mirradas. Sete anos de fartura e sete anos miséria".


    17 - "O SONHO de Faraó foi dúplice, porque a coisa é estabelecida por Deus, e Deus se apressa a fazê-la." (Gênesis 31.32). José do Egito foi vendido pelos irmãos aos dezessete anos, (Gn 37.2 e 28) foi escravo e preso (inocente)(Gn 39.1) no Egito por mais de dez anos, "Era José da idade de trinta anos quando se apresentou a Faraó..." (Gn 41.46), tudo isto para livrar da tragédia da fome a linhagem santa da qual vinha Jesus, a própria família de José.


    18 - Tendo Deus, pela sua misericórdia livrado também os egípcios, porque também tinha um plano na vida deles - glorificar o seu nome com a retirada do povo santo do Egito. Veja que Deus não impediu os sete anos de fartura e os sete anos de seca na terra. A tragédia aconteceu, mas Deus livrou aqueles, os quais, Ele tinha um plano na vida deles. Embora o sonho de José tenha se cumprido integralmente, (sete anos de fartura e sete anos de fome) a profecia não se cumpriu integralmente, porque o povo não morreu de fome.


    19 - Deus está conosco no meio da tribulação. A tribulação do cristão, é só enquanto ele aprende a lição. Se formos lançados no mar feroz, (Jn 1.17) Ele manda um grande peixe nos levar para a praia ou nos ensina a andar sobre as águas(Mt 14.25-31). Se nos lançarem na fornalha sete vezes acesa, Ele dança conosco no meio das chamas ardentes, (Dn 3.25) para nos fazer conhecer o quarto homem de olhos de chama de fogo, Ele é Jesus.(Ap 19.12) Se formos jogados para os leões, Ele é o Anjo do Senhor e está conosco na jaula. (Dn 6.22) E diz: "Não temas, Eu sou contigo" (Is 41.8-13) . Se morrermos, iremos para a glória eternamente.(1Ts 4.13-18) De qualquer jeito, com Jesus, somos mais que vencedores. (Rm 8.37) Não existe derrota para quem está em Cristo Jesus, é só vitória.


    20 - Há casos em que o profeta é obrigado a deixar uma profecia (tragédia) acontecer e permitir que algumas pessoas morram, para que creiam nele ou em Deus, e assim, milhares não venham morrer. Deus treina o profeta, até que a palavra na boca dele vire [bola de fogo ardente vinda do céu].


    21 - Cumprimento total: Adeus Gasolina. Adeus óleo diesel. Adeus derivados de petróleo.


    22 - "Haverá uma grande crise do petróleo e seus derivados no ano de 2.012, apontando para o fim deste combustível, a maioria dos poços estarão vazios - Não haverá mais combustível para abastecer os carros no mundo todo. - Apenas alguns países que não exploraram o seu subsolo, ainda têm um pouco em seus poços - A era do petróleo chegou ao fim." Este tipo de profecia não permite a interferência humana, mesmo que o profeta avise ao mundo inteiro. Esvaziar poços de petróleo é fácil, encher é impossível.


    23 - Cumprimento parcial ou total: [Zona de subducção - Falha de Santo André - Califórnia - Los Angeles] - Vem aí o "BIG ONE".


    24 - "A Califórnia será devastada por um terremoto, terá seu epicentro em Los Angeles. É o "BIG ONE". A terra vai se abrir e engolir tudo que estiver encima dela, no epicentro e na faixa: gente, carro e construções. Grande é a catástrofe. Bem maior ainda será o outro, o "BIG TWO", poucos anos depois. Quase metade do estado já não existe mais. O vale está coberto de água salgada." No dia e hora marcados na profecia, o [terremoto] realmente acontece, porém, o Governo (divinamente avisado) manda evacuar a cidade, não morre ninguém. O profeta errou? Não. Este tipo de profecia permite uma parcial interferência humana. Quando Deus quer e os homens também, aí fica bem mais fácil. "Quem tem ouvido, ouça o que diz o Espírito de Deus." (Ap 3.13)


    25 - Há casos em que Deus chama o profeta a pagar o preço (jejum...) pelas vidas que vão perecer e manda o profeta avisar que a catástrofe vem, mas o profeta não é reconhecido e acontece de modo semelhante a Sodoma, (Gn 18.20) Gomorra, Admá e Zeboim. Quando o profeta vai avisar, vira motivo de chacota, é chutado para fora da cidade, ameaçado de prisão. (Gn 18.9 e 14).


    26 - Quando as vítimas da tragédia não querem ouvir o profeta, só lhe resta ouvir as vozes de lamento que vem de um futuro não muito distante: "Porquê, porquê meu Deus, tu não nos avisou e deixou esta tragédia acontecer?"


    27 - Normalmente a profecia divina produz um reboliço ou assombro muito grande com as pessoas envolvidas nela. Se isto não acontecer, certamente a profecia não é de Deus. Quem vai se assombrar com aquilo que não acredita?


    28 - O Apóstolo Paulo, era chamado de alvoroçador, porque todos sabiam que ele falava a verdade, embora ninguém quisesse acreditar, afinal de contas, o pecado tem seus delírios.


    29 - É da natureza humana fingir que não está entendendo ou, como se diz: "fingir de morto" para continuar na situação em que se encontra ou escapar de perder a vida. Até as pequenas serpentes logo que nascem sabem fazer isto. Quando atacadas, fingem se mortas e até exalam um odor típico, enganando o predador. Mas nada disto nos livrará do julgamento divino.


    30 - Existe profecia que é muito complicada a sua publicação.


    31 - É por isto que algumas profecias parecem incompletas ou parecem com uma parábola. Tem muita coisa que a gente não pode dizer tudo, se disser... dá problema. Ao contar uma profecia, é preciso imaginar o que as pessoas envolvidas nela irão sentir e como irão reagir.


    32 - O bom, é profetizar sobre: furacões, terremotos, maremotos e outras catástrofes naturais, assim, ninguém vai dizer: "Se você sabia, então você está envolvido". Tirem o máximo de proveito das minhas profecias, mas não me acusem, por favor, sou inocente tal qual um cordeiro.


    33 - Algumas das tragédias que acontecem pelo mundo, eu fico sabendo com antecedência, porém, normalmente não sei aonde e nem quando, felizmente... E muitas outras coisas, só fico sabendo para edificação na fé. (2Rs 6.8-14).


    Fim deste assunto.